quarta-feira, 30 de novembro de 2011

O Verdadeiro Sucesso


A história de José nos ensina muitas lições de vida. Além de mostrar como ele foi homem de caráter e negou cometer adultério com a esposa de Potifar, essa história também fala de uma verdade simples e profunda – quando Deus está conosco, Ele nos traz sucesso.
Em primeiro lugar, sucesso não é conseguir o que você quer, ou ser melhor do que os outros. O maior sucesso que existe viver a vida que Deus te chamou pra viver, que você foi criado para ter.
José foi rejeitado pelos seus irmãos, vendido como escravo para uma terra distante, de outra língua e cultura.
  • José não tinha nada a perder
O que você tem a perder? Se você abrir mão de sua vida, tendo nada a perder, Deus então te usará para fazer grandes coisas.
 “Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho, a salvará.” (Marcos 8:35)
  • José era trabalhador e esforçado
O Reino dos Céus não é para os preguiçosos, envergonhados, acomodados. A Parábola dos Talentos nos ensina que todos temos dons e qualidades que Deus nos deu, e nosso objetivo é trabalhar para multiplicar isso.
Meu conselho para você é: estude, trabalhe, seja esforçado, sirva na igreja, ajude os necessitados, tenha iniciativa, levante-se e faça a diferença.
Competência significa relevância. Sejamos relevantes nesse mundo de trevas.
“O preguiçoso deseja e nada consegue, mas os desejos do diligente são amplamente satisfeitos.” (Provérbios 13:4)
  • José tinha sucesso em tudo que fazia
Assim como os israelitas, que Deus levou à terra que mana leite e mel, Deus quer te dar as nações como herança. Assim como a Davi, que Deus levantou como um dos maiores Reis da História, Deus quer te usar neste mundo. Assim como Jacó, que Deus lhe deu muitos bens e bênçãos, Deus quer te abençoar.
“O Senhor estava com José, e que o fazia prosperar em tudo o que realizava” (Genesis 39:3)
Mas o que é prosperidade? E o que é sucesso? E para quê temos a benção de Deus?
José se tornou o príncipe do Egito. Deus o ergueu nessa alta posição não para que Ele pudesse esnobar seus irmãos e se sentir maior. A Bíblia mostra que naquela época houve uma grande seca na terra, de tal forma que não havia mais comida para comprar em todo o Egito e Canaã.
A prosperidade de José abençoou o Egito, e a prosperidade do Egito trouxe salvação da fome para o mundo. Deus usou José para salvar o mundo de um grande sofrimento, e assim mostrar sua glória para a humanidade.
Da mesma forma, Deus quer te fazer ter sucesso para que você traga glória para o nome dEle.
Um grande exemplo disso é o Kaká. Ele trouxe glória a Deus com sua excelência no futebol, e mostrou-se ao mundo como uma referência de um jovem que casou virgem e tem princípios cristãos.
O Verdadeiro Sucesso
Busque o sucesso de amar e ser amado por Deus.
Busque o sucesso de doar seus bens ao necessitado.
Busque a prosperidade de servir e ajudar aos outros (porque melhor é dar do que receber).
 —
Prosperidade não é ter mais, é dar mais.
Sucesso não é ser mais, é se doar mais.
 —
Então quer você tenha muito ou tenha pouco, seja agradecido. Quer você esteja em dificuldade financeira ou ganhando um bom salário, busque a Deus, para que Ele te faça brilhar nesse mundo vazio.
Quero propor um novo estilo de vida, uma nova forma de enxergar prosperidade:
“Compartilhar é melhor do que acumular”
Que você descubra o mistério de ser próspero e bem-sucedido nesta breve vida que temos.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Águas Profundas


Tendo acabado de falar, Jesus disse a Simão: “Vá para onde as águas são mais fundas”, e a todos: “Lancem as redes para a pesca”. Lucas 5:4


Quando estamos próximos da orla não precisamos de muita fé para manter nosso barco em segurança. Quando estamos na praia tudo é fácil. Podemos facilmente voltar para a areia sem nos preocupar demais com a correnteza. 
Mas o que acontece quando eu vou para águas profundas? E quando vou para o alto-mar?
Amyr Klink, um navegador que já atravessou o mundo em seu barco, já atravessou tempestades em alto-mar que o fizeram ficar acordado por mais de 24hs segurando o barco para não naufragar. 
Quando estamos em águas profundas não temos o controle sobre nós mesmos. O máximo que podemos fazer é contar com o Supremo. 
Porém são nas águas profundas que podemos experimentar o agir de Deus em nossas vidas. Em águas profundas, podemos lançar nossas redes e colher tudo aquilo que Deus preparou para nós. 
Nas águas profundas podemos mergulhar na presença de Deus de uma forma que jamais poderíamos imaginar ancorados na praia. É lá onde não temos o controle, que Deus assume o controle e nos faz ir a lugares que jamais imaginamos. Lugares profundos, lugares altos, lugares que homem normal jamais irá, apenas aquele que se entregou completamente a Deus.

Que sua vida seja Dele! Que seu coração seja completamente dele! 
Por Daniel Simoncelos (Modificado)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Loucura

Nas grandes cidades, onde há um grande conglomerado de pessoas, é muito comum passar por centenas e até milhares de pessoas por dia.

Nos acostumamos com grandes quantidades de pessoas. Para quem mora em São Paulo, não é incomum entrar em um metrô às 18hs e não precisar nem segurar em nenhum apoio, dado que há mais pessoas por metro quadrado do que na 25 de março em época de Natal.
Passamos por pessoas na rua mas não notamos ninguém.
No meio do caminho encontramos um morador de rua caído no chão. Simplesmente desviamos o caminho e continuamos. Logo em seguida um grupo de adolescentes com cabelos esquisitos e roupas estranhas. Não é difícil encontrar algum casal de homossexuais também, um deles sofreu abuso na infância. Passamos por uma senhora com olhar triste por seus filhos não a procurarem e seu marido já ter falecido, porém ninguém sabe disso na rua.
No meio de caminho vemos um executivo andando rápido para uma reunião, quase não dá para perceber que está em processo de divórcio e seu coração está quebrado por ver seu filho adolescente revoltado com isto e voltou completamente bêbado e drogado para casa no último sábado.
Por fim uma jovem de roupa preta com olhar pertubado passa e está planejando como vai se matar.
Enfim, passamos por tanta gente mas não enxergamos ninguém.
É bem estranho, pois tudo que cada uma dessas pessoas quer é ser notado. Todos queremos ser notados, queremos estar inseridos em algum lugar onde somos queridos, bem quistos.
Nessa correria tudo passa pela nossa cabeça, as coisas a fazer, o dinheiro a ganhar, as contas a pagar, onde temos que ir. E nos perdemos no meio do caminho. Em algum lugar perdemos a essência da nossa alma. Em algum lugar ficou para trás aquela criança sonhadora que queria se divertir e que acreditava realmente que Deus podia fazer todas as coisas.
Nos perdemos no meio da loucura da vida, e nos tornamos loucos. Loucos por deixar nossa vida ser apenas uma estatística. Loucos por permitir que nossos semelhantes estejam em situações deploráveis, loucos por colocar aquilo que é inútil no lugar daquilo que é imprescindível. Loucos.
Quando chegamos no ápice da loucura, então olhamos para cima. Deus por quê? Onde está o Senhor? Por quê minha vida está desse jeito?
E Deus olha para nós com amor e nos ajuda a voltar a ser como aquela criança. Ele sequer passa um sermão dizendo que a culpa é toda nossa. Ele nos levanta, nos abraça e nos direciona para um novo caminho.
É nesse caminho que quero estar. Onde há pessoas de verdade. Indivíduos notáveis e admiráveis. Cada um com características maravilhosas. Cada um criado a imagem e semelhança de Deus, cada um com a eternidade em seu coração.
Por Daniel Simoncelos

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

ONU propõe nova Moeda Global Única #Apocalipse






A Conferência da Organização das Nações Unidas para o comércio e desenvolvimento (UNCTAD), avalia a possibilidade de substituir o euro e o dólar por moeda global única.

A UNCTAD pediu esta semana uma reforma abrangente, pois seus estudos mostram que o Brasil gastou mais do que os EUA e outros países ricos em estímulos à economia, considerando a proporção do PIB.

A ONU propõs a criação de uma nova moeda global única que protegeria os mercados emergentes da especulação financeira. Por sua vez, a UNCTAD lançou uma hipótese real da criação de um tipo de banco central global, que emitiria uma moeda de reserca ‘artificial’. Uma idéia parecida, já teria sido proposta em 1944 e se chamaria ‘bancor’, mas não teve apoio na época.


Há uma possibilidade de que os países concordem em trocar suas moedas atuais por uma nova. Esta moeda global única teria como lastro uma cesta de divisas de todos os membros, explica o relatório da entidade. A nova moeda auxiliaria a ajustar os desequilíbrios nos balanços de pagamento dos países, embora eles continuassem emitindo suas próprias divisas.

Apesar de vários países, incluindo China e Rússia, já terem sugerido substituir o dólar como moeda de reserva mundial, esta é a primeira vez que uma grande instituição multinacional apoia a sugestão. Para os especialistas em escatologia, uma economia global unificada, sem papel-moeda, é necessária para cumprir a profecia de Apocalipse 13:16-18.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Deixa!



  • "Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." Apocalipse 3:20


terça-feira, 22 de novembro de 2011

Dia do músico

Olá galera, hoje é dia 22 de novembro, dia do músico! :p


Parabéns a todos nós, que não somos simplesmente músicos, e sim somos adoradores do nosso Deus, e isso é o que vale! Que Deus nos use a cada dia mais através da música, uma coisa tão linda e que nos faz tão bem também, não é?


Fiquem com Deus galerinha, parabéns a todos nós!



Por: Giovanni Guardia

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Como é a sua natureza?


Compreender a natureza humana pode ser tão complexo quanto administrá-la, porque o que é natural, pode ser anormal, quando se dá vazão ao impulso interno, sem considerar as leis, tanto espirituais, quanto sociais, que nos cercam.
A natureza, quando compreendida por natureza, segundo Kant:: “É o encadeamento dos fenômenos quanto à sua existência, segundo regras necessárias, isto é, segundo leis. Há pois certas leis, e mesmo leis a priori, que tornam inicialmente uma natureza”. De acordo com uma síntese de Lévi-Stauss, a natureza é tudo o que está em nós por hereditariedade biológica”.

Partindo disso podemos pensar no seguinte: O que está em nós é bom ou mau? Existe uma dualidade antagônica convivendo em todos os seres humanos, e para que o bom seja manifesto é preciso dominar, administrar! Ou dependendo das circunstâncias, tudo o que está em nós: bom e o mau – bem e o mal, é possível controlar?
De acordo com a visão de Paulo (Rm 7. 18-25), em resumo temos o seguinte: Nele – Paulo (que pode representar toda a humanidade), não há bem nenhum, tão somente o querer fazer o bem. Aqui descobrimos algo interessante: O bem não está nele, mas o querer fazer o bem, sim. Ele continua afirmando: “Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço”.
Podemos entender que no seu interior não havia um bem, mas um querer fazer o bem. Uma consciência da existência do bem e uma necessidade de explicitá-lo, como podemos entender quando fala de seu ser interior: “Porque no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus (potência), mas vejo, outra lei (pulsão) que guerreia contra a lei da minha mente (consciente), que me faz prisioneiro do pecado, que está (intrínseco) nos meus membros.
Paulo parece concluir o seguinte, dando graças a Deus por essa compreensão : “(…). Graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. De maneira que, de mim mesmo, com a mente sou escravo da lei de Deus, mas segundo a carne da lei do pecado”. Neste caso encerraria como um homem totalmente em conflito, vivendo naturalmente dividido entre a lei de Deus e a lei da transgressão? Estaria ele satisfeito, apenas em viver a vida do bem em potência – com a mente voltada para Deus e com o corpo para o Diabo, escravo das ambições da natureza da carne, que age segundo a lei do pecado?
Mas, em seguida, em Romanos 8. 1-2, Paulo dá seu brado de vitória, pela conquista da revelação maior. Agora pois nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida em Cristo Jesus te livrou da lei do pecado e da morte.
Enquanto a lei do Espírito da vida, em Cristo não imperar em nós seremos reféns de outras leis que nos levarão para o caminho da morte, segundo a lei da natureza vigente, em nosso interior. Essas duas naturezas podem ser representadas na ilustração seguinte:
Um certo sábio com seu discípulo passavam sobre uma ponte, quando viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O sábio correu pela margem do rio e resgatou o bichinho com as mãos. Quando trazia para fora foi sumariamente picado, e por causa da dor o deixou cair novamente no rio. Em seguida, foi mais uma vez à margem e com um ramo de árvore o salvou da correnteza.
O mestre voltou com o escorpião salvo junto aos seus discípulos, que lhe indagaram: Por que foi salvar esse bicho ruim e venenoso. Veja o que fez? Picou a mão que o salvou! Não merecia misericórdia! O mestre ouviu com atenção e depois respondeu: – Ele agiu conforme sua natureza e eu, de acordo com a minha. Ser sábio é descobrir que podemos ter uma nova natureza em Cristo, que nos permite, não apenar pensar no bom, mas fazer o bem.
Como é a sua natureza?
Por: Francisco Meirinho

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Dependência de Deus


Davi fez tudo como o Senhor lhe ordenara. Davi consultou Deus. Podemos observar alguns princípios práticos neste texto.

Ao saberem que Davi tinha sido ungido rei, os filisteus começam a atacar o reino. Isso quer dizer que quando Deus nos levantar para a sua obra os inimigos irão se levantar contra nós. Os filisteus se espalharam para atacar Davi. Os inimigos virão de todos os lados. Devemos, como Davi, buscar estratégias em Deus para atacar os inimigos ou esperar. Deus pode entregar todos os nossos inimigos nas nossas mãos dependendo da nossa postura.
I Samuel 22.1 e 2 – Devemos estar dispostos a liderar pessoas problemáticas como Davi liderou. Estes foram os valentes que venceram os filisteus. Muitas vezes, pessoas que desprezamos, são aquelas que têm um grande potencial em Deus.
Voltando a II Samuel 5, a primeira batalha havia sido ganha, mas os filisteus não haviam desistido. A batalha que achamos que já estava ganha se levanta novamente. Por acharmos que já ganhamos uma batalha, nós temos a tendência de distrair. Devemos estar preparados em todo tempo. Em todo tempo devemos estar buscando a orientação de Deus para tudo em nossas vidas.
II Samuel 23 – Aqui estão os feitos dos valentes de Davi, aqueles que no início eram desprezados pela sociedade da época.
Palavra extraída durante a Escola Adorando 2009
Por Edurado Abreu

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Você Realmente ama a Deus ?


"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, (obedece), esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele”. (João 14:21).



Nós revelamos que amamos o Senhor Deus conforme O obedecemos. E quanto mais obedecemos mais Jesus se manifesta em nós.
Mas para obedecermos é necessário conhecer os mandamentos, (leis) de Deus, e para conhecer os mandamentos de Deus, é necessário antes conhecer o Senhor dos mandamentos.
Você se lembra de como conheceu seus amigos ? Você queria saber que ele era, como era, ver se você tinha afinidades com ele, suas prioridades e valores.
Para conhecer a Deus é da mesma forma. Você precisa saber que Ele é.
Quais as coisas mais importantes para você ?
Antes de conhecer a Cristo ?
E depois de conhecer a Cristo ?
Paulo nos revela o que era importante antes, e o que é importante depois de conhecer a Cristo, “Ainda que antes podia confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, e seja achado nEle, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé; Para conhecê-lO, e à virtude da sua ressurreição, e à comunicação de suas aflições, sendo feito conforme à sua morte”, (Filipenses 3:4-10). Como ele encarava antes as coisas que ele achava importante e o que ele passa a ver como importante depois.
Você já foi salvo por Jesus ? Então há uma necessidade de aumentar dia-a-dia o seu conhecimento de Deus.
E como conhecer a Deus ?
Um bom exemplo é o que demos no começo, sobre como você chegou a conhecer seus amigos ?
Você passava tempo com eles, conversava com eles, tinham coisas em comum, você os ajudava, você os defendia.
E o que essa amizade gerou ?
1 – Confiança, pois quanto mais tempo você ficava próximo a seu amigo mais confiava nele.
2 – Segurança, pois sozinho, muitas vezes temos medo de enfrentar algumas barreiras, mas quando estamos com alguém próximo a nós, parece que ganhamos força.
3 – Companheirismo, pois sempre temos alguém para conversar, para nos ouvir, para compartilhar conosco.
4 – Os mesmos pensamentos, pois passamos a buscar coisas parecidas e termos pensamentos iguais.
E conhecer a Deus não é diferente de fazer novos amigos, observe:
- Você precisa passar mais tempo na presença dEle, (Leitura Bíblica, Meditação). “Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?” (Salmo 42:1-2).
- Falar com Ele, (Oração). “Pela manhã ouvirás a minha voz, ó SENHOR; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei”, (Salmo 5:3).
- Ter os mesmo interesses – (Salvação de outros, crescimento espiritual, a glória de Deus). “Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave”, (Efésios 4:32 e 5:1-2).
- Cooperar com Ele, (Obediência). “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus”, (I João 4:7) e “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados”, (I João 5:3).
- Defendê-Lo, (defender a Palavra dEle). “Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo”, (I Pedro 3:15 – 16).
Os resultados também são semelhantes:
1 – Confiança – “Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-O em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal”, (Provérbios 3:5-7).
2 – Segurança – “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia”, (II Timóteo 1:12).
3 – Comunhão – “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigo, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer”, (João 15:14-15).
4 – Os mesmo pensamentos – “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus”, (Filipenses 2:5).
Você realmente ama a Deus ? Tem guardado, (obedecido), os seus mandamentos, e feito a Sua vontade ?
Ou você ama a Deus apenas por palavras e não liga nem um pouco para os Seus mandamentos ?
Se você ama a Deus verdadeiramente comece as basear sua vida nos mandamentos do Pai.
Que Deus te abençoe e te ajude a guardar os Seus mandamentos.
Por: Pastor Wanderley

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Nos dedicando inteiramente para Deus!

      Olá pessoal, como estão vocês?
      Estava meditando na palavra esses dias, e encontrei essa passagem em Lucas 2:36-37


36 Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;
37 e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.


E eu estava pensando.. essa mulher, mesmo tendo uma idade avançada, não saía do templo, estava sempre ali, servindo a Deus, dedicando todo o seu tempo a Ele., e muitas  vezes, eu, você, nós, não fazemos nem o mínimo disso, porque estamos "ocupados demais" com  a nossa vida, não é?
Acho que devemos mudar e muito, pois o tempo que dedicamos a Deus, muitas vezes é pouco, e Ele é a razão do nosso viver!
É isso pessoal, uma mensagem simples, mas espero que tenha tocado o seu coração =D
Fiquem com Deus!!
Por: Giovanni Guardia / @giguardia

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Será essa a marca da Besta?


Retirado de "Blog do Lucas"


Muitos fiéis e estudiosos voltam sua atenção de um modo muito especial (e peculiar) para o último livro da Bíblia, o Apocalipse. João, servo de Deus, recebeu de um anjo revelações sobre o tão falado fim dos tempos. “Bem-aventurados os que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.” (Apocalipse 1:3)

João cita suas visões tais e quais as teve, cheias de simbolismos e alegorias, em uma linguagem altamente metafórica. E justamente aí vem uma grande confusão por parte de intérpretes da Bíblia: enquanto uns defendem que tudo é falado simbolicamente, outros defendem que o conteúdo tem de ser levado ao pé da letra – o que não diz respeito somente ao Apocalipse, mas a toda a Palavra Sagrada.

Há em Apocalipse a figura do anticristo, um líder mundial que, alegando querer manter a ordem, seria carismático a ponto de desviar os fiéis de Deus. O mesmo texto fala da “marca da besta”, uma distinção dada a todos os adoradores do reino do mal. Independentemente da raça ou da classe social, a citada nova ordem mundial impõe algo a todos os seres humanos, “… faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte…” (13:16) Tal marca seria obrigatória entre os conscientes e inconscientes seguidores da besta, com o aval da figura de autoridade do anticristo. A identificação seria usada como uma espécie de documento oficial, “para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca…” (13:17)

O chip subcutâneo
 Ultimamente, com o advento de aparatos tecnológicos que só existiam na ficção científica de pouco mais de 100 anos para cá, tem sido muito discutido o chip de identificação subcutâneo, um dispositivo eletrônico menor que um grão de arroz que, sob a pele, traz todas as informações de seu portador. O chip funcionaria mais ou menos como hoje funcionam os demais documentos convencionais: carteira de identidade, cartões de crédito e débito, crachás para entrada em empresas e instituições, entre outros. Mas também teria caráter de localizador: com o Sistema de Posicionamento Global (Global Positioning System – o famoso GPS), toda pessoa poderia ser localizada via satélite.

Os cientistas que elaboram o chip, que já está inoculado em algumas pessoas e animais para testes, alegam que ele seria muito útil para fins de resgate, por exemplo. Ao digitar o código do chip, o satélite mostraria onde está seu portador em meio a uma grande mata, ou mesmo em um centro urbano.

Chips em documentos

Na documentação tradicional, o microchip também já chegou. Cartões bancários e documentos de identidade já são elaborados com as pequenas peças de silício com todas as informações necessárias. Em alguns meses, começarão a ser distribuídas no Brasil as novas carteiras de identidade eletrônicas, com as informações escritas, como nas convencionais, com foto, mas também com o histórico do cidadão em um chip na sua extremidade.

Motivo de alarme?
Cristãos de todo o mundo veem no chip subcutâneo e nas identidades com chip sinais de que seriam as tão faladas “marcas da besta” do Apocalipse. Muitos pensam, inclusive, em evitá-los. A série de filmes em longa-metragem “Deixados para Trás”, lançada pelo circuito independente norte-americano e muito popular no mercado de vídeo brasileiro, mostra o fenômeno sobrenatural do arrebatamento e a obrigatoriedade da implantação do chip, a ponto de que quem se recusasse a ele fosse preso pelas autoridades. Os filmes chegam a mostrar agentes do FBI aprisionando simples cidadãos que se negam a ter o chip sob a pele.

Especula-se que o aparelho funciona melhor no dorso da mão, ou na testa, o que até agora não foi oficialmente comprovado.

Parecer teológico

Segundo o teólogo e mestre em filosofia Jonas Madureira, não há qualquer indício na Bíblia de que os chips, em qualquer forma, sejam a tal “marca da besta” – pelo menos até agora. Acontece que o Apocalipse é um livro confuso até mesmo para os maiores estudiosos dos textos sagrados, cheio de enigmas e metáforas – como referido no início da matéria.

Madureira explica que muito dessa confusão se dá pelas diferentes correntes de estudiosos. “Enquanto um grupo, mais moderno, defende que muito na Bíblia está em forma de metáfora, de simbolismo, outra corrente mais tradicional afirma que tudo deve ser interpretado ao pé da letra”, esclarece o teólogo. Jonas explica que nas décadas de 20 e 30 do século passado, os liberais, que preferem a interpretação metafórica, ganharam destaque. Para contrariá-los, os fundamentalistas, mais tradicionais, defendem a literalidade dos textos bíblicos. Para completar o imbróglio, há também correntes que, embora não sejam liberais, aceitam a interpretação baseada no simbolismo.

Há quem ache realmente, mesmo nos círculos evangélicos, que os quase onipresentes chips de silício são o falado selo do anticristo. Outros defendem que a tal marca citada em Apocalipse não seria física, mas espiritual.

No tocante a ambas as interpretações, vale salientar que nada está comprovado e que qualquer informação não passa de especulação, embora estudos bastante sérios estejam em andamento.

Desde os tempos bíblicos, a marca que distingue o verdadeiro cristão está tanto em suas atitudes quanto em seu coração. Quem busca verdadeiramente a Deus tem seu futuro garantido, nestes tempos ou mesmo no fim deles.

De qualquer modo, uma dica final de João no próprio Apocalipse resume tudo o que foi dito no livro final da Bíblia: “… Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.” (22:17)


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O caráter do Cristao.

Os cristãos, na sua maioria, querem ser muito abençoados, ter grandes conquistas, arrebentar, como se diz na gíria popular, mas deveriam perguntar no seu íntimo: O que será que Deus quer de mim?


Sim, pois querem vencer, e até querem ser muito usados pelo Senhor, mas será que é isto o que Ele quer de cada um de nós? Você, meu amigo leitor, sabe qual o objetivo de Deus na sua vida?

Na verdade Ele só quer que tenhamos um caráter semelhante ao d?Ele. Em vez de nos preocuparmos em conquistar, cuidemos do nosso caráter. Pode ser que você esteja preocupado em mostrar o seu talento, em crescer, ser alguém no meio da multidão, mas não é isso que Deus quer.
Ele quer que você tenha caráter, porque se o tiver, o seu talento irá se multiplicar naturalmente. Se você assumir uma postura diante de Deus, com caráter, se viver aquilo que crê, o Espírito Santo irá buscá-lo, onde você estiver, para abençoá-lo.
Quando Jesus mandou os Seus discípulos pregarem o Evangelho, curando os enfermos e libertando os oprimidos, veja o que aconteceu:
Então, regressaram os setenta, possuídos de alegria, dizendo: Senhor, os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome! Mas ele lhes disse: Eu via Satanás caindo do céu como um relâmpago.
Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente nada, vos causará dano. Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus. (Lucas 10.17-20).
Manter o nosso nome arrolado no Céu é realmente difícil, porque vivemos em um mundo de prostituição, de ganância. As pessoas vêem bens de consumo sendo amplamente anunciados na mídia impressa e eletrônica, e ficam embriagadas com isso.
Daí o objetivo delas deixa de ser ganhar almas e servir a Deus para ser a conquista do automóvel, da casa, etc. O desejo ardente de ganhar almas para Jesus, de fazer a vontade d´Ele, aquele primeiro amor, tudo desaparece.
A fascinação do mundo desfoca o objetivo delas. Então trabalham, lutam e até conquistam casa, carro e outros bens, mas logo adiante acabam caindo na fé, porque caíram na armadilha do maligno, que lhes mostrou a glória deste mundo.
Para você conquistar, para ser uma pessoa abençoada, no sentido geral, precisa se preocupar com o seu coração vinte e quatro horas por dia. Precisa cuidar de si, da sua fé.
Por Renato Felix

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Como estar no centro da vontade de Deus





“E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha designado. E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra”. (Mateus 28:16-18)
Qual é à vontade de Deus para a minha vida?
O que devo fazer para estar no caminho certo?
Como posso saber qual é à vontade de Deus para mim?
- Três atitudes que devemos tomar para responder estas perguntas:
1 – Sendo Fiel! – “Seguiram os onze discípulos para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes designara” (v. 16).
Deus está observando as coisas pequenas que fazemos. Tudo começa noas coisas pequenas! Quando aprendemos com o pequeno, Deus nos coloca no grande! “Quando somos fiéis no pouco sobre o muito seremos colocados!” (Mateus 25:23). O problema é que queremos começar pelo grande!
Quando caminhamos com o Senhor ele fala conosco, e então, sabemos e temos a convicção de que ele falou conosco.
Não existe lugar melhor aonde Deus quer te colocar. Quando murmuramos sobre o lugar que Deus nos colocou, nos colocamos acima de Deus porque não cremos que ele tem o melhor para nós, então pecamos e não somos abençoados.
Pensamos que o lugar que Deus nos põe deve estar perfeito. Ex: Jonas.
Estou disposto a ir ao lugar que Jesus me mandar?
2 – Sendo Obediente! “E, quando o viram, o adoraram…” (v. 17).
A adoração verdadeira é aquela que “sai de dentro”, é quando sabemos o que Deus é! Deus quer ouvir dos nossos lábios palavras de elogio que tocam o Seu coração. Mas acima de expressões de adoração, Deus quer corações sinceros e quebrantados. “O sacrifício aceitável a Deus, é o espírito quebrantado; ao coração quebrantado e contrito não desprezarás ó Deus” (Salmo 51:17).
Deus não está buscando expressões de adoração, mas sim buscando corações! Ele nos quer por inteiro e quer que sejamos obedientes a sua voz, “é melhor obedecer do que sacrificar, e o atender do que a gordura dos carneiros” (1ª Samuel 15:22).
Devemos aprender a louvar e adorar a Deus em meio às tribulações.
3 – Sendo direcionado pela Palavra de Deus! “Jesus, aproximando-se…” (V.18).
O melhor é quando Jesus se aproxima de nós! Apesar das pessoas duvidarem, Jesus se aproxima delas.
Devemos deixar de lado a incredulidade e a falta de fé, “a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e aprova de coisas que não se vêem” (Hebreus 11:1,6).
Para termos fé precisamos conhecer a Palavra de Deus, “Ora a fé é pelo ouvir, e o ouvir a palavra de Deus” (Romanos 10:17).
Para fazermos qualquer coisa precisamos de uma Palavra de Deus, e se O ouvirmos seremos abençoados.
Quando buscamos a Deus, Ele nos mostra os seus caminhos e como buscar. “Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora ao teu Pai, que vê em secreto, e te recompensará” (Mt 6:6).
Que Deus o abençoe e lhe ensine a estar no centro da Sua vontade.
Pastor Wanderley